quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

O Recife - Nora Roberts, opinião

http://static.fnac-static.com/multimedia/PT/images_produits/PT/ZoomPE/7/0/6/9789898032607.jpg


Título Original:
Autora: Nora Roberts
Editora: Edições Chá das Cinco
Número de páginas: 368

Sinopse:

A arqueóloga marinha, Tate Beaumont, é apaixonada pela caça ao tesouro. Ao longo da vida, ela e o pai descobriram muitas riquezas fabulosas, mas há um tesouro que nunca conseguiram encontrar: a Maldição de Angelique - um amuleto com pedras preciosas, obscurecido pela lenda e manchado de sangue. Para encontrarem este artefacto precioso, os Beaumonts aceitam, hesitantemente, uma parceria com os mergulhadores Buck e Matthew Lassiter. Tate não fica feliz por partilhar o seu sonho, mas não tem alternativa.
E, à medida que os Beaumonts e os Lassiters disponibilizam recursos para localizar a Maldição de Angelique, as águas das Caraíbas adensam-se com desilusões sombrias e ameaças escondidas. A parceria entre as famílias é posta em causa quando Matthew se recusa a partilhar informação - incluindo a verdade sobre a morte misteriosa do seu pai, alguns anos antes. E conforme Tate e Matthew avançam com a sua desconfortável aliança… o perigo e o desejo ameaçam emergir.

Sobre a Autora:

Nora Roberts é considerada um verdadeiro fenómeno editorial. Desde o dia em que começou a escrever histórias a lápis, o sucesso nunca mais a largou. Muitos dos seus mais de 150 livros foram já adaptados ao cinema e estão traduzidos em cerca de 26 idiomas.
Com mais de 250 milhões de cópias dos seus livros impressas e mais de 100 livros na lista do New York Times até à data, Nora Roberts é indiscutivelmente a escritora de ficção feminina mais célebre e amada dos dias de hoje.




Opinião:
Nesta sua obra, Nora Roberts, reúne um romance tórrido a um mistério encerrado nas profundezas dos oceanos, cujo poder atraí o leitor com a mesma força que um amuleto perdido atraí um misto de paixão e desolação.
Tate Beaumont viveu praticamente toda a sua vida no mar, e mesmo depois, lhe dedicou a sua vida e carreira, tornando-se numa conceituada arqueóloga marinha.E vê a sua vida mudar de rumo quando os pais se resolvem aliar a dois caçadores de recompensas. Claro que a jovem não vê esta associação com bons olhos, muito menos, encara de ânimo leve o forasteiro de cabelo revolto e olhar intenso, que tantas vezes lhe provoca arrepios.
O romance caminha de mãos dadas com o mistério, e à medida que navegamos por entre passado e presente, ficamos a conhecer a lenda da Maldição de Angelique, com o rasto de sofirmento e desolação que deixa a braços de quem a procura.
Acho que não é muito difícil adivinhar que sou uma fã aficcionada desta grande autora, e ao longo da leitura senti que aprendi muita coisa que não sabia sobre um bem da natureza, onde busco alguma tranquilidade e conforto - o mar - cujas facetas nunca me deixam de surpreender. Outro ponto forte deste romance foi a relação complicada e tórrida entre Tate e Matthew, os picos porque passaram, que mais se assemelhava a um electrocardiograma em taquicárdia - faíscas e mais faíscas. E vocês sabem como a vida adora mostrar que é ela que nos controla, e não ao contrário, apesar da falsa sensação de segurança com que nos brinda, e é algo que não falta nesta história - encontros e desencontros, que se assemelham a deitar sal em feridas mal cicatrizadas (desculpem lá as analogias, não sei que se passa comigo ahah).

Foi uma leitura cheia de adrenalina a cada virar de página, e que recomendo!


Classificação: 4/5

1 comentário:

  1. Bem, esta mulher vende como se não houvesse amanhã!

    ResponderEliminar